Um médico suíço reclama a utilização do Baclofeno (Lioresal)1 para tratamento do alcoolismo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um médico suíço reclama a utilização do Baclofeno (Lioresal)1 para tratamento do alcoolismo

Mensagem por lili em Sab 5 Abr 2014 - 15:49

RTS.CH
Um médico suíço reclama a utilização do Baclofeno (Lioresal)1 para tratamento do alcoolismo
01.04.2014

Um médico de Genebra pede à Swissmedic (autoridade suíça para controlar e autorizar os produtos terapêuticos – correspondente ao INFARMED, em Portugal)2, numa carta publicada na segunda-feira pela RTS, que o medicamento baclofeno seja reconhecido para tratamento do alcoolismo, tal como a França fez recentemente.


Inicialmente destinado a servir de relaxante da espasticidade neuromuscular, o medicamento Baclofeno( Lioresal) poderia igualmente ter efeitos na luta contra a dependência do álcool, de acordo com estudos recentes.

A Agência Nacional Francesa de Segurança do Medicamento (ANSM), aliás, publicou no último dia 14 de março uma Regulamentação Temporária de Utilização (RTU)3,  autorizando os médicos a prescrever o Baclofeno para esse efeito.

«  Taxa de sucesso entre 50% a 80% »

Numa carta aberta publicada na segunda-feira (31/3/2014)4 pela RTS, o médico de Genebra, Pascal Gache, pede à Suissmedic  que se associe à decisão francesa. «  O consumo excessivo de álcool é um problema da maior importância para a saúde pública,(…) mas não existe actualmente nenhum tratamento realmente eficaz. »

Ora, em sua opinião, os primeiros estudos indicam que o Baclofeno (Lioresal) apresenta uma taxa de sucesso que oscila entre os 50% e os 80% . Ele próprio tratou cerca de 350 pacientes com Baclofeno desde 2006.

Mas o médico revela vários inconvenientes, sobretudo o não-reembolso sistemático do custo do medicamento ou o risco, para o médico, de eventuais problemas judiciais.

Fanny Moille/vkiss
Tradução : Elisa Lopes
Notas da tradutora : 1,2,3,4.


A carta do Dr. Pascal Gache :        


Dr. Pascal GACHE                                                                                                                        Swissmedic
                                                                                                                                                       Hallerstrass 7  
                                                                                                                                                       Case Postale
                                                                                                                                                       CH-3000 BERNE 9

                                                                      Genebra, 25 de Março de 2014

Assunto: Pedido de reconhecimento do baclofeno para tratamento da dependência alcoólica

Exmo. Sr. Director,

Permita-me chamar a s/ atenção para a decisão recente tomada pela Agência Nacional de Segurança do Medicamento (ANSM), s/ homóloga francesa, a propósito da prescrição do baclofeno para ajuda nos problemas de alcoolismo.

Com efeito, a ANSM acaba de publicar uma Recomendação Temporária de Utilização para a nova utilização deste medicamento: ajuda à manutenção da abstinência e à redução de grandes quantidades de consumo do álcool.

http://ansm.sante.fr/S-informer/Points-d-information-Points-d-information/Une-recommandation-temporaire-d-utilisation-RTU-est-accordee-pour-le-baclofene-Point-d-information

A  RTU vem reconhecer em concreto a eficácia do baclofeno quanto à utilização atrás referida. Com efeito, desde 2008 , um vasto movimento a favor do reconhecimento do baclofeno para ajuda nos problemas de álcool  surgiu em França, na Bélgica , na Alemanha e também na Suíça ( tanto na francófona como na germanófona). Outros países começam a prescrevê-lo com esta indicação ( Portugal, por exemplo).

Este movimento foi iniciado pelo Prof. Olivier AMEISEN, cardiologista, que experimentou o baclofeno nele mesmo, pois sofria de dependência alcoólica. A prescrição de baclofeno em altas doses permitiu-lhe libertar-se da vontade irreprimível de beber (craving) e tornar-se indiferente ao álcool. Anteriormente, ele tinha tentado todos os tratamentos  disponíveis , tanto nos Estados Unidos, onde  viveu até 2000, como em França, onde regressou depois. Desde 2008 a Segurança Social francesa estima que são mais de 50 000 pacientes que tomaram baclofeno para tratarem o alcoolismo. Os resultados  dos estudos observacionais são muito encorajadores com taxas de sucesso  que se situam entre os 50% e os 80%. Estão a decorrer dois estudos aleatórios controlados em duplo-cego e os resultados serão publicados no próximo Outono (2014).

Fora de França, nenhuma das prescrições de baclofeno para tratar o alcoolismo é reconhecida oficialmente e os médicos que utilizam o baclofeno para este fim fazem-no por própria conta e risco. Tendo em vista os resultados promissores deste tratamento, parece-nos correcto que a Swissmedic imite a decisão francesa  enquanto se espera pelos resultados definitivos dos estudos aleatórios. O reconhecimento oficial permitiria a milhares de pacientes de ter acesso de forma simples a este tratamento com a certeza de serem reembolsados/ comparticipados pelos Seguros de Saúde, o que não é o caso actualmente pois muitos deles recusam o reembolso quando se trata desta indicação off-label.  Como sabe, Sr. Director,  o consumo excessivo de álcool é um enorme problema de Saúde Pública, é a seguir ao tabaco, a segunda causa de morte prematura . Actualmente não existe nenhum medicamento realmente eficaz para a dependência alcoólica. Os doentes, mesmo os mais motivados muitas vezes têm recaídas  e muitos morrem  desta doença. O baclofeno suscita uma verdadeira esperança para muitos doentes que tentam em vão sair dessa adição. Um reconhecimento oficial da opção francesa seria  saudado positivamente pelos pacientes, pelos familiares, assim como pelos profissionais de saúde, esperando eficácia na gestão  deste problema. É evidente que não somos ingénuos ao ponto de acreditarmos que o baclofeno curará toda a gente  nem que que se bastará a si próprio, mas virá completar as ferramentas terapêuticas  que já estão ao dispor alargando o leque de opções disponíveis.

Ficando ao s/dispor para qualquer informação que julgue ser útil, apresentamos os nossos melhores cumprimentos,
Dr. Pascal GACHE
avatar
lili

Mensagens : 32
Data de inscrição : 24/02/2014
Idade : 66
Localização : PORTUGAL -Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um médico suíço reclama a utilização do Baclofeno (Lioresal)1 para tratamento do alcoolismo

Mensagem por Zadig em Dom 6 Abr 2014 - 19:41

O Dr. Pascal Gâche foi o primeiro médico europeu (antes do Dr. Renaud de Beaurepaire) a prescrever o baclofeno para o tratamento da alcooldependência, com o método do Prof. Olivier Ameisen.
avatar
Zadig
Admin

Mensagens : 2
Data de inscrição : 24/02/2014
Localização : PORTO - Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum